Armadura do Cristão - 5 Anos com Você

sábado, 22 de novembro de 2014


Permita que Deus cuide de seus filhos

sexta-feira, 21 de novembro de 2014


Faça como os pais de Maria, que apresentaram-na no Templo para que fosse de Deus. Apresente seus filhos para o Senhor, para que o mundo não os roube nem desvie aquilo que é o seu tesouro mais precioso.

“Pois todo aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus, esse é meu irmão, minha irmã e minha mãe” (Mateus 12,50).

Hoje, celebramos a Festa da Apresentação de Nossa Senhora ao Templo. Os pais de Maria, Ana e Joaquim, segundo a tradição judaica, foram ao local apresentá-la a Deus. Com gesto de obediência e confiança, entregaram-na para que realmente fosse toda do Senhor.
No gesto dos pais de Maria, quero voltar a minha reflexão para o coração de cada pai e de cada mãe, pois estes precisam entregar, consagrar, confiar e apresentar a Deus os seus filhos; e nós fazemos isso pelo batismo. Quando levamos nossas crianças para serem batizadas, este é um gesto por excelência, é o sacramento primordial da nossa vida. O batismo nos torna filhos e filhas de Deus, mas o fato é que, muitas vezes, ele se reveste de um significado social maior do que a dimensão religiosa, espiritual e teológica que ele representa.
Deveríamos nos preparar melhor para batizar os nossos filhos. Como deveríamos tirar esse rito totalmente social que transforma, muitas vezes, o batismo de nossas crianças! Como deveríamos ter mais consciência na escolha daqueles que serão os padrinhos delas! Não é porque você gosta muito de fulano e de sicrano que ele será seu compadre, sua comadre. Você precisa trazer alguém que vai dar um sentido religioso à entrega do seu filho e de sua filha para Deus.
Para que o batismo seja cada vez mais eficaz em nossa vida, é preciso que haja comprometimento dos pais, haja compromisso deles na educação de seus filhos segundo a vontade de Deus. Por isso, a apresentação dos filhos a Deus não pode acontecer somente no dia do batismo, mas todos os dias!
Se há uma coisa que gosto de fazer com muito amor é orar pelas mães que estão grávidas. Como gostaria de poder abençoar cada grávida que temos no meio de nós! Mais do que isso, eu gostaria que os pais pudessem, a cada dia, colocar as mãos sobre o ventre de suas esposas e orar por essa criança, pedindo para Deus abençoar a vida dela. E quando essa criança nascesse, que os pais não passassem um dia sequer sem orar por ela.
Como seria bom se você pai, mesmo chegando do trabalho, mesmo cansado, fizesse desse ato um gesto sagrado: orar pelo dom que Deus lhe deu, entregar, apresentar, a cada dia, o seu filho e a sua filha para o Senhor.
Se o seu filho já cresceu, se ele já está um rapaz ou uma moça, não importa! Comece hoje! Faça como os pais de Maria que apresentaram-na no Templo para que ela fosse de Deus.
Apresente seus filhos para o Senhor, para que o mundo não os roube nem desvie aquilo que é o seu tesouro mais precioso. Permita que Deus cuide dos seus filhos!

Deus abençoe você!

Fonte: Canção Nova

251ª ROMARIA NOSSA SENHORA DA PENHA

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

A 251ª Romaria de Nossa Senhora da Penha tem como tema para este ano:
"Maria servidora de Deus e da Humanidade, ensina-nos a praticar a política do Senhor: vida e liberdade para todos!"



Nota de Falecimento - Josué Gomes Neto


Sábio é aquele que faz bom uso da vida que Deus lhe deu

quarta-feira, 19 de novembro de 2014


Não importa se a vida foi muito bondosa com você ou se o machucou muito; o importante é que todos nós recebemos o talento da vida. O bom uso que fazemos dela é que vai dar sentido e sabor a nossa existência!
“Muito bem, servo bom. Como foste fiel em coisas pequenas, recebe o governo de dez cidades” (Lucas 19-17).
A Palavra que vem hoje ao nosso coração é um convite a todos nós, para revermos as nossas atitudes diante da vida, ou melhor, a aplicação que fazemos dela como dom maior que recebemos de Deus.
A parábola que nos é contada por Jesus apresenta um aspecto da vida de uma forma muito comparativa: dez empregados receberam moedas de prata do seu patrão para negociá-las. É como se Deus as tivesse colocado em nossas mãos e nos dissesse: “Receba essa quantia!”.
Quando recebemos um determinado valor, podemos aplicá-lo, investi-lo, fazer com que ele se multiplique, podemos fazer com que renda ou simplesmente deixar do jeito que está, porque não temos coragem, disposição, inteligência ou aplicação para fazer valer algo.
Permita-me falar uma coisa ao seu coração: não importa a situação da sua vida, mas não seja preguiçoso e negligente; não importa se você nasceu rico ou pobre; não importa se você nasceu com plena saúde ou com alguns limites. Não importa se a vida foi muito bondosa com você ou se o machucou muito; o importante é que todos nós recebemos o talento da vida. O bom uso que fazemos dela é que vai dar sentido e sabor a nossa existência!
Existem pessoas que transformam uma vida sofrida e machucada numa vida plena e abençoada. Há pessoas que são capazes de dar a volta por cima. Existem aqueles que nascem em “berço de ouro”, têm carinho de pai e mãe; talvez, tenham até coisas em excesso e transformam a vida numa realidade de inércia, transformam-na numa coisa triste.
Sabe, meus irmãos, o que nós precisamos é de juízo e sabedoria para fazer bom uso daquilo que recebemos de Deus. Quantas pessoas, que foram realmente machucadas e provadas, têm uma vida digna de aplausos! Estas foram capazes de transformar o “lixo da sua vida” em um tesouro precioso, souberam multiplicar sua capacidade para fazer a vida melhor.
Não seja preguiçoso, não seja negligente, não se encoste nas suas necessidades, nas suas deficiências, não deixe sua vida ser paralisada nem vire um parasita por causa das barreiras que você encontra à sua frente. Sábio é aquele que pega o pouco ou o muito que recebeu na vida e o multiplica! Infeliz é aquele que, recebendo muito ou pouco, enterra seus talentos, suas moedas, seus dons e não é capaz de multiplicá-los e fazer render bons frutos.
Não importa o que você tem nem do que é capaz, se você se empenhar em fazer a sua vida melhor, ela será muito abençoada pelo Senhor Nosso Deus!

Deus abençoe você!

Abra as portas da sua casa para Jesus entrar

terça-feira, 18 de novembro de 2014

Jesus quer estar em nossa casa, assim como esteve na casa de Zaqueu. Não podemos colocar nenhum limite para nos aproximarmos do Senhor; nem os pecados nem os erros que cometemos nesta vida, nada nem ninguém pode impedir que um filho de Deus se aproxime d’Ele.

 “Jesus lhe disse: ‘Hoje a salvação entrou nesta casa, porque também este homem é um filho de Abraão’”(Lucas 19, 9).


Zaqueu desejava muito ver Jesus, mas alguns fatores o impediam de se aproximar d’Ele. Primeiro, pelas próprias pessoas, uma multidão alvoroçada, e cada um tinha os seus próprios interesses. Não havia espaço para este homem entrar no meio daquela multidão, para ver e tocar em Cristo. Havia da parte de Zaqueu um limite físico, porque ele era muito baixo e não dava nem para esticar os seus pés para assim poder ver o Senhor. Ele encontrava barreiras.
Sabe, meus irmãos, às vezes, paramos em nossos limites, paramos nas nossas próprias deficiências e nas dificuldades que os outros colocam à nossa frente para não chegarmos até Jesus.
Hoje, Zaqueu é um convite para revermos as nossas atitudes. Primeiro, não podemos colocar nenhum limite para nos aproximarmos do Senhor; nem os pecados nem os erros que cometemos nesta vida, nada nem ninguém pode impedir que um filho de Deus se aproxime d’Ele.
Somos convidados por Zaqueu a transpor as dificuldades, as barreiras que são colocadas em nossa frente, as quais, muitas vezes, estão dentro de nós. Sim, somos nós que, tantas vezes, sentimos preconceitos com a nossa própria situação, somos nós que estamos com a nossa autoestima muito baixa.
Hoje, nós passamos por cima dessas barreiras, e assim como Zaqueu, vamos ao encontro do Senhor, porque Ele está dizendo: “Hoje, quero estar na sua casa!”.
Jesus quer estar em nossa casa, assim como esteve na casa de Zaqueu. O Senhor não quer olhar para a nossa condição, não quer olhar se somos malvistos pelos outros. É como se alguns dissessem: “Ele está na casa de um pecador!”. Como somos todos pecadores, queremos abrir as portas do nosso coração, da nossa casa para que Jesus possa entrar.
Deixe-me dizer uma coisa a você: quando Jesus entra em nossa casa, em nossa vida e em nosso coração muitas coisas mudam dentro de nós; a situação muda dentro do nosso interior, aquela visão distorcida e errada que nós, muitas vezes, temos e vivemos também muda. A presença amorosa de Jesus transforma todas as coisas!
Eu sei que há muitas coisas precisando mudar em sua vida e em sua casa. Então, permita que Jesus, o Salvador, traga a salvação para a situação que a sua família e você estão vivendo. A vida de Zaqueu nunca mais foi a mesma desde que permitiu a entrada de Jesus em sua casa.
Se hoje você permite que o Senhor entre nas situações da sua vida que precisam ser mudadas, pode ter certeza que Ele chegará onde você está precisando, onde você mesmo diz que ‘não tem mais jeito’ ou ‘não tem solução ou salvação’. Porque quem conhecia Zaqueu nunca imaginava que tivesse jeito para aquele homem, mas para Deus nada é impossível, nem aquilo que você acha que não tem jeito. Acredite: para Deus tem jeito!

Deus abençoe você!

Fonte: Canção Nova

Comunidade Nova República - XVIII - Festa da Padroeira

segunda-feira, 17 de novembro de 2014




Durante o período de 23 a 30 de novembro nos encontraremos em honra de nossa Padroeira meditando as Palavras de Maria na Sagrada, este ano com o tema: Com Maria, construímos uma Igreja edificada na fé.



Por dedicação daqueles que ouviram a voz de Deus e disseram sim ao seu chamado é que hoje podemos nos alegrar e agradecer a Deus pelos nossos envolvimentos e conquistas; e por tudo isso é motivo pra comemorar.



Pela intercessão Nossa Senhora das Graças, Padroeira da Comunidade Nova República (Ernesto Geisel), rogamos a Deus bênçãos para que vivamos dias de oração e alegria, e que durante esses dias os quais nossas famílias estarão reunidas, sirvam para aumentar à nossa devoção à Senhora das Graças.



Que Maria ajude-nos a construímos uma Igreja edificada na fé.



Padre Pedro Macena 
Administrador Paroquial
Paróquia Santo Antônio de Pádua




PROGRAMAÇÃO



Dia 23 de novembro as 19h30

Missa de abertura e primeira eucaristia,

Presidida pelo Pe. Pedro Mascena



Dia 24 de novembro as 19h30

Ofício da Imaculada Conceição

Noitário: Renovação Carismática Católica



Dia 25 de novembro as 19h30

Adoração ao Santíssimo Sacramento

Noitário: Ministros da Sagrada Comunhão



Dia 26 de novembro as 19h30

Louvor Mariano

Noitário: Ministérios de Música



Dia 27 de novembro as 19h30

Dia de Nossa Senhora das Graças

Santa Missa, presidida pelo Pe. Figueiredo

Noitário: Comunidade Nossa Senhora Aparecida (Cuiá)



Dia 28 de novembro as 19h30

Celebração da Palavra,

Presidida pelo Diácono  Antônio Carlos;

Noitário: Comunidade Nossa Senhora do Carmo (Francisco Fernandes)



Dia 29 de novembro as 19h30

Celebração da Palavra,

Presidida pelos Seminarista: Gibran, Edson, Felipe e Thiago Fragoso

Noitário:  Pastorais e Movimentos



Dia 30 de novembro as 18h30 - Procissão

19h30 - Missa de encerramento

Presidida pelo Pe. Pedro  Mascena.




Precisamos ver o mundo com os olhos da fé


Existem muitas coisas à nossa frente, na nossa casa e na nossa família que estão se perdendo ou desandando, porque não sabemos ver as coisas como elas deveriam ser vistas. Mas se o Senhor tocar dentro de nós, os nossos olhos da fé se abrirão!

“O cego respondeu: ‘Senhor, eu quero enxergar de novo’. Jesus disse: ‘Enxerga, pois, de novo. A tua fé te salvou’” (Lucas 18, 41-42).

Este cego do Evangelho de hoje, que está à beira do caminho em Jericó, onde Jesus estava passando, representa, na verdade, a realidade espiritual e humana de muitos de nós. Trata-se de um tipo de cego muito comum, que um dia já enxergou. Não é um cego de nascença, mas, por alguma razão e um motivo específico, ele perdeu a visão.
Imagine qualquer um de nós ter a graça de enxergar, mas, de repente, por qualquer circunstância, seja por acidente ou problema de saúde, formos perdendo a nossa visão e não pudermos mais enxergar.
Deixe-me dizer uma coisa a você: no mundo espiritual, acontece isso com todos nós quando não nos cuidamos nem damos ao nosso interior a atenção de que ele precisa. Assim como nossos olhos precisam ser cuidados e precisamos ter toda delicadeza para que a nossa visão seja sempre boa e apurada, o mesmo acontece com nossa visão interior, se não cuidarmos dela, ficaremos cegos aos poucos. Tantas coisas podem acontecer na nossa vida e vão tirando nossa visão interior, aquela que um dia tivemos. Muitas vezes, as causas dessa cegueira são o excesso de vaidade e as ilusões da vida.
Quando nos iludimos com as coisas deste mundo, quando mudamos o nosso referencial de valores, deixamos de praticar os bens espirituais e passamos a priorizar o material. Então, o materialismo entra em nós e só conseguimos enxergar, a partir daí, as coisas mundanas. Dentro de nós há decepções, mágoas e ressentimentos. Quando não sabemos lidar bem com essa realidade, ela nos cega aos poucos.
Não importa o ponto espiritual no qual nos encontramos hoje, o que nós queremos é fazer como esse cego de Jericó e pedir ao Senhor: “Jesus, tenha piedade de mim! Se eu estou cego, iludido e não consigo mais ver as coisas com Seus olhos, abra os meus, Senhor! Tenha compaixão de mim, permita que eu enxergue de novo o mundo com pureza e bondade, e veja as coisas com o olhar da fé!”.
Como o Senhor teve misericórdia daquele cego em Jericó, que também tenha misericórdia de nós! Existem muitas coisas à nossa frente, na nossa casa e na nossa família que estão se perdendo ou desandando, porque não sabemos enxergar as coisas como deveríamos vê-las.
Se o Senhor tocar dentro de nós, os nossos olhos da fé se abrirão! Jesus, Filho de Davi, tenha piedade de nós!

Deus abençoe você!

Fonte: Canção Nova

Papa Francisco: “Se me matarem? É o melhor que poderia me acontecer”

domingo, 16 de novembro de 2014

Entenda o sentido desse comentário espontâneo do Santo Padre

Pope Francis in contemplative mode  
ADVERTISEMENT
Diretamente de Roma, o representante da secretaria de Programação para a Prevenção da Dependência Química e da Luta contra o Narcotráfico (Sedronar) revelou uma conversa que teve com o Papa Francisco em um dos seus últimos encontros.
 
“Eu disse ao Papa: ‘Cuide-se, porque podem querer matá-lo’, e ele me respondeu: ‘Isso seria a melhor coisa que poderia me acontecer, e a você também’”, recordou o Pe. Juan Carlos Molina, quem voltou a se encontrar na última quarta-feira com o Sumo Pontífice para apresentar-lhe um grupo de jovens recuperados de sua dependência das drogas.
 
Jornalistas do programa de Dady Brieva na Rádio América lhe perguntaram sobre esta estranha frase, e o funcionário relacionou as palavras do Papa ao “olhar do martírio” de Francisco. “Ele tem claro que seu papel não é fácil”, disse a respeito disso.
 
Também esclareceu que esta frase não foi uma advertência sobre um possível risco de assassinato: “Não foi uma referência a um assassinato; foi uma conversa e ele tem isso claro”, disse o funcionário em uma reportagem com Luis Novaresio, na rádio La Red.
 
Após comparar o encontro com o Papa com o de um padre que recebe um irmão menor, Molina insistiu: “Ele tem claro que, com as coisas que diz, está dando sua vida”.
 
Ao mesmo tempo, o titular da Sedronar revelou agora que Francisco “não usa colete antibalas”; sua batina é de tecido comum e “é assim que ele vive seu papado”, destacou.
 
Molina revelou também que, no encontro desta semana, o Papa Francisco deu seu apoio ao projeto de não criminalizar os consumidores de drogas para ir contra os grandes traficantes.
 
Mas, para conseguir que isso se torne lei, será preciso superar a rejeição por parte da oposição, e até de um setor do próprio governo italiano. Um deles é o secretário de Segurança, Sergio Berno, quem já manifestou que não concorda com a proposta.
 
Consultado a respeito disso, Molina reconheceu as diferenças, mas não deu importância a isso: “Sempre, nas equipes, há confrontação de ideias. Mas isso não quer dizer que estejamos brigando nem nada disso”.
 
“Temos diferenças metodológicas no campo da polícia, mas não é um problema entre Sergio e eu, de modo algum”, insistiu. No entanto, apenas alguns minutos antes, acusou as forças de segurança de plantar provas nos jovens. “Às vezes não se sabe se a polícia vai achar algo ou colocar algo no bolso da pessoa”, advertiu.
 
(Artigo publicado originalmente por Valores Religiosos)
Fonte: Aleteia

Projeto "Vem Cuidar de Mim" discutido na CMJP

sábado, 15 de novembro de 2014




Dar às crianças exemplos de fé mais que palavras, pede Papa

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Grupo de crianças participou da Missa de hoje com Francisco; ele destacou a força do exemplo para transmitir a fé
Da Redação, com Rádio Vaticano
Crianças durante a saudação da paz na Missa celebrada pelo Papa / Foto: L'Osservatore Romano
Crianças durante a saudação da paz na Missa celebrada pelo Papa / Foto: L’Osservatore Romano

Crianças e adolescentes de uma paróquia romana participaram da Missa celebrada pelo Papa Francisco, na Casa Santa Marta, nesta sexta-feira, 14. Na homilia, o Santo Padre se concentrou na transmissão da fé para esses jovens, processo em que os adultos devem oferecer mais exemplos do que palavras.
Como se transmite a fé aos nativos digitais? Com o modo que, mais que os outros, atrai quem vive estimulado pelas imagens: o exemplo. Com a presença das crianças, que no início estavam tímidas, mas depois deslancharam em um momento de perguntas e respostas com o Papa, Francisco caiu no papel de catequista e, ao mesmo tempo, de formador dos catequistas. “Parece ser a ‘Missa das crianças’”, disse ele, acrescentando que olhar para as crianças é olhar para uma promessa, para um mundo que está por vir.
O Santo Padre convidou todos a pensar se o que é ensinado às crianças com as palavras é de fato vivido por quem transmite a fé. Ele destacou que os cristãos devem cuidar das crianças, transmitir a elas a fé, aquilo que se vive, aquilo que se tem no coração. Tudo depende da atitude que se tem para com elas: de irmão, de pai, de mãe ou uma atitude de distanciamento.
“Todos nós temos uma responsabilidade de dar o melhor que temos, e o melhor que temos é a fé: dá-la a eles, mas com o exemplo. Com as palavras não serve… Hoje, as palavras não servem! Neste mundo da imagem, todos estes têm telefone e as palavras não servem… Exemplo! Exemplo!”.
Neste momento da homilia, o diálogo decolou. O Papa perguntou às crianças o porquê de elas estarem naquela Missa, e uma criança lhe respondeu: “Para te ver”. “Eu também gosto de ver vocês”, retribuiu Francisco, que se informou sobre quantos ali já tinham recebido a Primeira Comunhão e a Crisma.
Ele reiterou, então, para as crianças que o batismo abre a porta para a vida cristã e depois inicia-se um caminho ao longo de toda a vida, um caminho na verdade e no amor.  O Papa lembrou que depois virão outros sacramentos, como o matrimônio, e é preciso saber viver esse caminho da vida como Jesus.
“Rezem ao Senhor, rezem a Nossa Senhora para que ajudem vocês neste caminho da verdade e do amor. Vocês entenderam? Vocês vieram aqui para me ver. Quem disse isso? Você. É verdade. Mas também para ver Jesus, de acordo? Ou deixamos Jesus de lado? (as crianças respondem: ‘não!’). Agora, vem Jesus no altar. E todos nós O veremos! Neste momento, devemos pedir a Ele que nos ensine a caminhar na verdade e no amor”.

Fonte: Canção Nova

Romaria da Penha 2014 Convite do Padre Luiz Antônio


Estejamos livres e despojados aguardando a vinda de Jesus

quinta-feira, 13 de novembro de 2014


O que precisamos é aguardar, viver piedosamente como se o Senhor viesse hoje, porque o mais importante não é o dia em que Ele virá, mas estarmos preparados para este momento.
“Pois, como o relâmpago brilha de um lado até o outro do céu, assim também será o Filho do Homem, no seu dia” (Lucas 17, 24).
É tão bonito poder contemplar essa realidade que se chama “parusia”, que nos prepara para os acontecimentos finais da humanidade. São muitos os elementos, mas o principal deles é a volta gloriosa de Jesus Cristo ao nosso meio. Algumas pessoas se perguntam: “Quando será a segunda vinda de Cristo?”. Tenho de lhes dizer aquilo que o próprio Jesus disse: “Em breve! Não vai demorar!”.
O que não vale a pena é nos gastarmos em cálculos, criarmos o suspense do terror, do medo e do pavor. A vinda de Jesus no meio de nós será a coisa mais maravilhosa e agradável, será a intervenção definitiva, única e última de Deus na história da humanidade. Por isso todos nós aguardamos ansiosos por este dia, e quando digo “ansiosos” é porque desejamos que Ele venha logo. Mas não precisamos especular, não precisamos fazer cálculos nem criar fantasias. O que precisamos é aguardar, viver piedosamente como se o Senhor viesse hoje, porque o mais importante não é o dia em que Ele virá, mas estarmos preparados para este momento.
“Pois, como o relâmpago brilha de um lado até o outro do céu, assim também será o Filho do Homem, no seu dia” (Lucas 17,24). Não haverá tempo para nos prepararmos, para nos convertermos, para nos confessarmos nem para nos libertarmos. A hora é agora, o tempo é este!
O que o Senhor nos ensina com Sua vinda? Primeiro: que o tempo é breve, que nós não temos todo o tempo do mundo, que não podemos pensar que a vida vai ser longa. Muitos chegam a dizer: “Ah, posso viver uma vida toda errada, depois me converto!”. Não! A vida é breve, por isso devemos vivê-la com a seriedade que ela merece, como se cada dia fosse o último, esperando o Senhor voltar logo!
Não importa se o Senhor virá amanhã ou daqui há mil anos, o importante é que o nosso coração, hoje, já O aguarde. Devemos viver de forma prudente, sóbria, despojada, para que nada nos prenda ou apegue o nosso coração a este mundo, para que livres e desprendidos possamos ir ao encontro do Nosso Senhor, sem nenhum alarde, sem nenhuma pretensão de fazermos juízos sobre a vinda d’Ele. O importante é que Deus vem e cada dia mais estamos perto da Sua vinda, por isso só podemos dizer: “Maranathá! Vem, Senhor Jesus!”

Deus abençoe você!

Sessão Especial na Câmara Municipal de João Pessoa - Vem Cuidar de Mim

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

A Sessão Especial na Câmara Municipal de João Pessoa, debateu na tarde desta terça-feira (11) a Campanha Vem Cuidar de Mim. A sessão foi proposta pelo vereador Raoni Mendes e contou com a participação dos vereadores Raissa Lacerda, Lucas de Brito e Elisa. Formaram a mesa Diretora da ONG Donos do Amanhã Cristiane Lemos, Presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente Michael Farias e do Delegado do Menor Gustavo Carleto. Presenças representativas de Abelardo Maia do Rotary International, Jaime Martins, Poeta Bira Delgado, Eliane Holanda Muriçoquinhas, Patrick, Enio Carvalho do terço dos homens, Caio Lucas, entre amigos e populares que vieram apoiar a campanha. Ao final, a plenária sessão aprovou a carta  João Pessoa pede: Vem Cuidar de Mim.

Clique na imagem abaixo e confira todas as fotos registradas pelo Armadura do Cristão
http://armaduradcristao.blogspot.com.br/2014/11/sessao-especial-na-camara-municipal-de.html

Tenhamos um coração grato a Deus

Somente quem é humilde consegue ser grato e reconhecido pelo bem que o outro representa. Só quem tem um coração humilde e generoso sabe se voltar reverente ao altar, à Igreja e ao Senhor para agradecer-Lhe a cada dia.

“Não houve quem voltasse para dar glória a Deus, a não ser este estrangeiro?”(Lucas 17,18).

O Evangelho de hoje mostra-nos como, muitas vezes, estamos levando Deus em nossa vida. Quando precisamos d’Ele, somos todos piedosos, reverentes e até dizemos: “Senhor, ajude-me, vinde em meu auxílio, socorre-me, porque eu preciso de Ti!”. A bondade de Deus não mede esforços, não nos olha conforme os nossos pecados ou os nossos merecimentos, mas se volta reverente para nós.
Por mais difícil que seja a vida de qualquer ser humano, ninguém passa por ela sem experimentar a bondade do Senhor. Só o fato de vivermos já é graça! Alguns recebem graças ou se apoderam mais delas do que os outros, mas ninguém deixa de ser agraciado por Deus nessa vida!
O fato é que existem corações mais gratos e reconhecidos que sabem realmente reconhecer a grandeza, a bondade e a ternura de Deus. Estes voltam para agradecer, para reconhecer que Deus foi bondoso, é como se dissessem: “Eu agradeço ao Deus que me deu vida até o dia de hoje, que me permitiu experimentar o Seu amor e a Sua bondade. Quem me dera se o último ou os últimos dias de minha vida fossem apenas para cantar um hino de gratidão, de graças, de reconhecimento pelo tamanho da bondade e da ternura d’Ele para comigo!”.
A Palavra de hoje nos mostra que dez leprosos foram curados e apenas um samaritano, aquele que não fazia parte do povo eleito, na distinção dos próprios judeus, voltou para agradecer e reconhecer a bondade de Deus para com ele.
Deixe-me dizer uma coisa a você: não seja ingrato, não cultive a ingratidão no seu coração; isso vale também para as pequenas coisas. Saiba reconhecer o que o outro fez por você, saiba dizer “muito obrigado”, saiba ter gratidão por aqueles que cuidaram de você durante a vida, para todas as pessoas que foram manifestações do amor e da ternura de Deus na sua existência.
Não ter um coração grato é tê-lo repleto de maldade! Somente quem é humilde consegue ser grato, reconhecido pelo bem que o outro representa. Só quem tem esse coração humilde e generoso sabe se voltar reverente ao altar, à Igreja e ao Senhor para agradecer-Lhe a cada dia. Olhe o sol à nossa frente, olhe a beleza da natureza esplendorosa ao nosso lado; olhe tantos sinais de amor e ternura de Deus e veja que uma vida, só aqui, ainda é muito pouco para agradecer ao amor que Ele tem para conosco!
Que Deus, hoje, nos conceda um coração agradecido e cheio de graças, para que possamos, a cada dia, dar graças ao Senhor, porque eterno é Seu amor.

Deus abençoe você!

Fonte: Canção Nova

Pesquisar neste Blog

Carregando...

Campanha Vem Cuidar de Mim

Campanha Vem Cuidar de Mim
Assine aqui o abaixo assinado!

Liturgia Diária

Liturgia Diária
Canção Nova

PC Magazine

PC Magazine
Informática e Eletrônicos

Retokar

Retokar
Oficina Multimarcas

Reflexão

Sínodo sobre a Família

Sínodo sobre a Família
Frases Marcantes

Frei Galvão

Frei Galvão
História

Conselhos do Papa Francisco

O Papa Francisco

O Papa Francisco
Vatican

Bíblia Católica On Line

Mensagem

Mensagem
Monsenhor Jonas Abib

Terço dos Homens na Rádio RCA

Terço dos Homens na Rádio RCA
Segunda à sexta, às 17:50 hs

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI
armaduradocristao@gmail.com

Horário das Missas na Paróquia Menino Jesus de Praga - Bancários

  • Quinta-feira - 19:30hs
  • Sexta-feira -06:00hs
  • Sábado - 19:00hs
  • Domingo - 8:00 e 17:00hs
  • Telefone: (83) 3235.5120

Siga o Armadura por e-mail

EVENTOS

anuncie aqui

Comentários

Deixe o seu Comentário ao final das Postagens!

Ocorreu um erro neste gadget

A ARMADURA DO CRISTÃO

A ARMADURA DO CRISTÃO
Leia Efésios 6, 10-20

Visitantes

Comunidade Casa da Paz

Adoração ao Santíssimo

Adoração ao Santíssimo

Missa do Terço dos Homens

Missa do Terço dos Homens
Toda 3ª Quarta-feira do mês

Salmos Dominicais

Salmos Dominicais
Canção Nova

Salmos on Line

Menino Jesus de Praga

Solenidade de Corpus Christi

Solenidade de Corpus Christi
Fotos 2014

PARCEIROS


Rotary Club João Pessoa Bancários

blog do João Eduardo

Trânsito WEB

Conselho de Segurança Comunitário dos Bancários

Associação dos Moradores dos Bancários

Blog do Terço dos Homens

Blog do Terço dos Homens
Paróquia Menino Jesus de Praga

Nossas Recordações - Grupo de Jesus RCC Jovem

Loading...

Arquivos Obras Timbó